: +55 11 9 4201.4125 | 11 9 9116.9628
contato@capadociadigital.com.br
 
  • contato@capadociadigital.com.br
  • +55 11 9 4201.4125 | 11 9 9116.9628

Amazon quer negociar conteúdos com influencers e deixar youtube para trás.

Home » Mídias Sociais » Amazon quer negociar conteúdos com influencers e deixar youtube para trás.

Amazon quer negociar conteúdos com influencers e deixar youtube para trás.

O Youtube se consagrou como um forte streaming de vídeos e canais de entretenimento online, e principalmente, como canal de mediação entre influenciadores e seu público. Os youtubers (como são chamados) vêm sofrendo com algumas mudanças na monetização de conteúdos e publicidade em seus canais e a Amazon está aproveitando desse momento para estreitar relacionamento com os maiores canais, o que pode gerar uma crise no youtube.

A Amazon quer deixar claro a todo mercado sua vontade de expansão a outras plataformas e mercados e no último mês publicou sua nova política de entretenimento, visando aproximar influenciadores de suas plataformas. Tudo começou através de memorandos enviados falando sobre as novas políticas e regras para atuação junto a marca.

O pontapé inicial da marca com esse seleto grupo, se iniciou com o maior canal do mundo, o PewDiePie, com 56,4 milhões de assinantes e seu dono, Felix Kjellberg, abrindo um canal no Twitch, site de streaming de games e podcasts sobre o universo gamer.

Para Felix Kjellberg, o principal motivo de ter ido para a plataforma são os recentes prejuízos que ele considerou ter após o youtube considerar alguns de seus vídeos ofensivos, e isso o fez perder contratos com a Marker Studios e Disney, por exemplo.

Alguns especialistas do mercado brasileiro, acreditam que isso se dá principalmente pelas mudanças constantes nas políticas do youtube que estão prejudicando alguns canais com corte de vídeos e conteúdo. Victor Azevedo, especialista digital do IBMEC, afirmou que o momento é de descobrimento para os influenciadores, já que a fonte de renda vinda do youtube já não é mais o foco ou atrativo de grandes canais, e por isso eles estão experimentando novos formatos de negócios ou programas como o de afiliados que a Amazon disponibiliza.